Bayern de Munique x PSG: Saiba como assistir e notícias | Fut Online

Bayern de Munique x PSG: Saiba como assistir e notícias

Bayern de Munique e Paris Saint-Germain reeditam a final da última Champions League nesta quarta-feira, às 16h horário de Brasília. Os clubes chegam em momentos delicados, pois os alemães não contam com Lewandowski no comando de ataque e Gnabry, enquanto os franceses perderam a liderança da Ligue 1 no último final de semana.

– Estamos mais compactos, tentando fechar mais os espaços. Queremos fazer isso amanhã. Com a posse de bola, temos que estar em boas posições para que possamos colocar rapidamente o adversário sob pressão. O PSG tem uma defesa estável, um bom goleiro e muita qualidade no ataque – avaliou o técnico Hansi-Flick, do Bayern.

Data e horário: 7/4/2021, às 16h (de Brasília)
Local: Allianz Arena, em Munique (ALE)
Onde assistir: Facebook (TNT Sports) e Estádio TNT Sports

Escalações

BAYERN DE MUNIQUE (Técnico: Hansi-Flick)
Neuer; Pavard, Boateng, Alaba e Davies; Kimmich e Goretzka; Sane, Muller e Coman; Choupo-Moting

Desfalques: Lewandowski, Douglas Costa, Tolisso e Marc Roca (machucados). Gnabry (Covid-19)

PARIS SAINT-GERMAIN (Técnico: Mauricio Pochettino)
Navas; Dagba, Marquinhos, Kimpembe e Diallo; Gueye e Herrera; Di Maria, Neymar e Mbappe; Kean

Desfalques: Kurzawa (machucado). Florenzi e Verratti (covid-19). Paredes (suspenso)

Resultado

Resumão

Era pra ser dia de Neymar. E foi. Mas também foi o dia de Mbappé e Navas. A soma dos fatores levou o PSG a derrotar o Bayern por 3 a 2, nesta quarta-feira, em Munique, no jogo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões e reencontro da última final. O craque brasileiro deu duas belas assistências, enquanto o francês marcou mais duas vezes. Lá atrás, o goleiro costarriquenho segurou um bombardeio de finalizações dos alemães e assegurou a ótima vantagem para a decisão na terça que vem, em Paris. Marquinhos fez o dele, enquanto Choupo-Moting (lei do Ex) e Müller descontaram.

MORTAL

O desenho do jogo permitiu a melhor versão de Mbappé, letal quando acionado em contra-ataques. Não foram muitas vezes ao longo dos 90 minutos, é bem verdade, mas o camisa 7 francês não precisa de tanto. Logo aos três minutos, Neymar tabelou com Di María, puxou a marcação e deixou Mbappé livre para chutar. Neuer falhou feio: 1 a 0. Na etapa final, aos 23, foi Di María quem deu a assistência para ele cortar para o meio e bater por baixo, surpreendendo Boateng. O estrago já estava feito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *