RB Bragantino x Bahia: veja onde assistir à partida e notícias

Red Bull Bragantino pode ampliar sua distância para a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro nesta sexta-feira. O Massa Bruta enfrenta o Bahia às 20 horas (de Brasília), no Nabi Abi Chedid, pela 22ª rodada da competição.

Os donos da casa vêm embalados para a partida. O time derrotou o Botafogo por 2 a 1 fora de casa e conseguiu sair do Z-4. Agora, precisa dos três pontos para abrir uma folga da zona da degola.

O Bragantino ainda pode contar com um reforço no confronto. O volante Eric Ramires foi anunciado por empréstimo do próprio Bahia na última quarta e já teve seu nome publicado no BID. Assim, está à disposição do técnico Maurício Barbieri para fazer sua estreia.

No entanto, a missão do Massa Bruta não será fácil. Depois de ocupar a lanterna do Brasileirão, o Tricolor baiano engatou uma boa sequência de resultados com Mano Menezes e se encontra na 9ª posição, com 28 pontos.

Além disso, o time vem de quatro vitórias nas últimas cinco partidas e chega com confiança para bater de frente com o Bragantino.

Local: Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)
Data: 20 de novembro de 2020, sexta-feira
Horário: 20 horas (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Michael Stanislau (RS)
VAR: Lucas Canetto Bellote (SP)

Escalações

RED BULL BRAGANTINO: Cleiton; Aderlan, Léo Ortiz, Ligger e Weverson; Ricardo Ryller, Raul e Cuello; Artur, Claudinho e Ytalo
Técnico: Maurício Barbieri

BAHIA: Douglas Friedrich; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Anderson Martins e Matheus Bahia; Gregore, Ronaldo e Daniel; Fessin, Élber e Gilberto
Técnico: 
Mano Menezes

Resultado

BRAGANTINO 4 x 0 BAHIA

Bragantino precisou de apenas 20 minutos para decidir a parada contra o Bahia, com dois gols de Claudinho e um de Ytalo. A superioridade do Massa Bruta foi tamanha, que Helinho ainda ampliou o placar e transformou a vitória em goleada.

Primeiro tempo: Bragantino foi simplesmente impiedoso nos primeiros 45 minutos de jogos. E não foi só pelos três gols marcados em 20 minutos, com Claudinho, duas vezes, e Ytalo. Foi pela postura agressiva na marcação e fluidez no ataque, que deixaram o Bahia completamente desnorteado em campo. Um verdadeiro baile no Nabi Abi Chedid.

Segundo tempo: Massa Bruta diminuiu o ritmo, mas, ainda assim, o nível de atuação foi suficiente para controlar o ritmo de jogo e não ser assustado pelo Bahia, um adversário inoperante. De quebra, Helinho marcou o quarto e consumou a goleada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *